Sabe quando a gente vai com algum amigo tomar um café, no meio da tarde, e se perde na conversa? Vai mais pelo bate-papo do que pelo café? Então, criei esse espaço pra isso… pra gente papear!

Sempre recebo muitos emails de colegas e até mesmo de clientes pedindo dicas de fotografia, de equipamento, perguntando sobre cursos, sobre fotografia de parto etc. Vou tentar trazer mais as minhas caraminholas aqui pro blog. Minhas experiências, viagens, referências, coisas que achei interessantes por aí.

Vamos tomar um café e conversar sobre as coisas da vida? E sobre fotografia também! 😉

***

ivete-celular-22

Nossa última foto {despedida da Ivete}

“Nem só de contar histórias felizes vive um fotógrafo, afinal de contas nem só de dias felizes é feita nossa vida. A fotografia tem, entre tantos outros, esse caráter de documentar momentos, sejam eles como forem. As fotografias trazem memórias e despertam sentimentos diferentes de acordo com nosso contexto da época. Cada um lê uma fotografia conforme está sua vida naquele momento. Uma mesma foto pode despertar tristeza ou vazio em um momento e saudade algum tempo depois. Nos meus estudos sobre projetos fotográficos no decorrer dos últimos oito anos, encontrei trabalhos muito sensíveis sobre momentos dolorosos. […]

***

Foto 17-07-16 16 37 56

Qual o valor da fotografia?

“Responder essa pergunta pode parecer impossível para uns, ou ao menos muito difícil para outros. Só sei que fácil não é e nem passa perto disso. Quando falamos em valor, nos vem à mente tanto a ideia de preço como a de apreço. Em ambos os casos, a dificuldade permanece. Como colocar preço naquilo que nos é valioso sentimentalmente?

Quando eu era criança, não tínhamos muitas fotos da família. Pelo menos não como temos hoje com a era da fotografia digital. Talvez por não serem em grande quantidade, eu tenha recordação de quase todas elas. Dia desses precisei de umas fotos antigas para uma atividade e pedi pra minha mãe “aquela foto em que eu estava comendo bolo no meu aniversário” e “uma que adoro em que estava no colo do meu pai”. Minha mãe soube exatamente de quais fotos eu estava falando. […]

***

montagemMainha, tô no SOS Mães!

“Ao mesmo tempo, muitas mães me perguntavam quando eu ia dar um curso de fotografia para mães e pais. Ao mesmo tempo, eu me reunia com uma amiga que estava pensando em montar um blog para mães. Ao mesmo tempo, fotógrafos iniciantes me mandavam mensagens pedindo dicas e ajuda em fotografia de família e em fotografia de parto. Ao mesmo tempo, eu participava de cursos e workshops, trocando figurinhas com outros colegas, colocando mais itens em minha bagagem. Ao mesmo tempo, eu tinha vontade de montar meu próprio curso de fotografia de parto. Ao mesmo tempo, eu me via com mais vontade de escrever aqui nessa coluna. Ao mesmo tempo, algumas clientes me diziam que adoravam meus textos. Ao mesmo tempo, me vi com mais um blog, dessa vez de culinária. […]

***

montagem CAFE E BATE PAPOMe sugere um lugar para o ensaio?

“Um questionamento que tenho observado ser bem comum nas mensagens que recebo, seja de potenciais clientes seja de fotógrafos iniciantes, é com relação aos locais onde fotografo. Alguns clientes, no primeiro e-mail de pedido de orçamento, já me perguntam sobre o local onde pode ser feito o ensaio ou sobre os lugares que costumo fotografar. Fotógrafos, por sua vez, me pedem dicas de locações para ensaios. Tendo em vista que é um assunto recorrente, vou tratar com mais detalhes, com base em minha experiência, considerando o meu estilo de fotografia comercial, ou seja as fotos que faço para clientes. […]

***

Montagem-instagramVamos papear sobre Instagram, princípios e regras que nos amarram…

“Acho o Instagram uma fonte incrível de inspiração e referências em várias áreas da fotografia. Acompanho muita gente talentosa por lá e estou sempre em busca de novos olhares. Claro que também tem a parte social… acompanho alguns amigos e familiares e uso como mais uma forma de me conectar às pessoas.

Quando iniciei uma conta no aplicativo, o percebia como uma câmera instantânea digital, me remetendo às charmosas polaroides de tempos atrás. Tinha muito a sensação de diário ou caderninho de notas fotográficas, algo bem imediato, ao vivo, sabe? E foi mais ou menos assim que eu conduzi as minhas fotos. Na minha concepção, só valia foto de celular. Era uma forma de exercitar meu olhar, usando uma câmera com menos recursos do que a minha de trabalho. […]

***

A fotografia que está dentro de nós… e baguncinha com a Dindinha!

“Quando comecei a estudar fotografia e conhecer um pouco mais sobre esse universo, eu queria fotografar o tempo todo. Fotografar tudo. Fotografar todas as pessoas. Era como se o mundo estivesse sempre enquadrado, nos meus olhos ou no meu visor. Por onde eu andava, estava sempre em busca de uma boa fotografia, e carregava a câmera pra todo lugar.

Com o tempo resolvi fazer da paixão uma profissão. (Fiquei devendo post sobre minha trajetória, né? Ele vai chegar!) Quando a paixão vira uma profissão, muitas coisas mudam. Não digo que pra melhor ou pior… simplesmente mudam. […]

***

Preciso fazer ensaio de gestante?

“Escolher obstetra, ter uma alimentação mais saudável, pensamentos a respeito do parto, matricular na aula de yoga, pilates, hidroginástica, preparar o quarto do bebê, escolher um nome (ou não…), comprar umas roupinhas fofas, marcar ensaio de gestante… Pera! Para tudo!!!

Eu tenho que fazer um ensaio fotográfico da minha barriga? Mesmo não gostando de ser fotografada? Mesmo não estando no clima de fotos? Vou me arrepender se não fizer? […]

***

Um dia das crianças diferente {oficina de fotografia}

“Tenho muita fé num mundo melhor do que é hoje. Tenho muita fé nas crianças. Tenho muita fé no poder transformador da educação. Mas pra que as crianças de hoje possam construir um mundo melhor amanhã, precisam de orientação, de educação. Daí vem a responsabilidade de nós que já crescemos. E não só dos pais não… Acho que essa responsabilidade é social. De todos nós. Por isso acho o máximo e me emociono com cada projeto voltado para crianças e adolescentes que estimulem a criatividade, a expressão, a arte. […]

***

Quando a paixão não basta

“Muitas vezes sou abordada por pessoas, assim como eu, apaixonadas por fotografia. Quando nas conversas surge um “sou apaixonado por fotografia e faço fotos bacanas… já posso ser profissional?” eu chamo pra tomar um café (por isso que essa coluna se chama Café e Bate Papo ;-) ), se possível, e trocar umas ideias. […]