Lar, doce lar {mini ensaio de família}

familia-01

Tenho algumas recordações bem especiais da minha infância e grande parte delas está ligada aos locais onde morei com minha família. Tínhamos um sofá cor-de-rosa que é uma das primeiras lembranças que me vêm à mente. Eu tive também uma poltrona pequenininha, estampadinha, forrada de uma espécie de emborrachado, que eu amava! Colocava minha boneca favorita sentadinha nela quando não estávamos brincando. Lembro do carpete, das estantes, dos discos de vinil. As lembranças são desencadeadas por fotografias antigas e vão puxando outras e mais outras. Talvez se não tivesse as fotos eu nem me lembrasse da cor do sofá. Me pego sorrindo sozinha com essas recordações que o tempo não traz de volta. As fotografias despertam tais emoções em mim porque fazem sentido, me identifico com elas, pois elas além de retratarem os lugares onde vivi e que foram importantes pra nossa família, elas trazem história. História que vai formando nossa vida, nossa personalidade, nosso conceito de família.

Assim, não é surpresa nenhuma eu dizer que amo fotografar as pessoas em suas casas. Podem ser famílias, crianças, mulheres, casais… não importa. O ensaio fica tão pessoal! Todo mundo fica mais à vontade, nos sentimos mais seguros, nos divertimos da mesma forma e adivinhem só o resultado… Fotos lindas que trazem aquele toque de familiaridade, a casinha de bonecas, a parede amarela, as brincadeiras favoritas, a bola do desenho que é a sensação dos dias de hoje, as tradições do chimarrão e aquela alegria que enche a casa.

Já fico aqui imaginando a delícia que vai ser daqui a uns anos a Ju e sua família revendo essas fotos! 🙂

familia-02 familia-03 familia-04 familia-05 familia-06 familia-07 familia-08 familia-09 familia-10 familia-11 familia-12 familia-13 familia-14 familia-15 familia-16 familia-17 familia-18 familia-19 familia-20 familia-21 familia-22 familia-23 familia-24 familia-25 familia-26 familia-27 familia-28 familia-29 familia-30 familia-31



Uma resposta para “Lar, doce lar {mini ensaio de família}”

  1. que lindo Ana Paula! espero um dia ter metade da sensibilidade quem tens! parabéns <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *